Blog do Fluminense

Washington marca, alcança K9 na artilharia e põe São Paulo na semifinal

Tricolor fez o suficiente para vencer o Guaratinguetá por 2 a 1, no Morumbi

Depois de Palmeiras e Corinthians , o São Paulo é o terceiro time classificado para a fase semifinal do Campeonato Paulista . Na tarde desta quinta-feira, o Tricolor venceu o Guaratinguetá por 2 a 1 e reassumiu a vice-liderança da competição, com 39 pontos.

De quebra, a equipe manteve a esperança de tirar a primeira colocação do Palmeiras na última rodada da fase de classificação, que acontecerá no final de semana.

Para isso, a equipe precisará vencer o São Caetano no domingo, em Presidente Prudente, e torcer para que o Verdão no máximo empate com o Botafogo no estádio Palestra Itália. Já o Guaratinguetá, que permaneceu com 19 pontos, precisará de uma vitória sobre o Oeste para não correr risco de rebaixamento.

O destaque da partida foi o atacante Washington, que novamente deixou a sua marca nas redes adversárias e marcou o seu 12º gol no Campeonato Paulista. Com isso, ele igualou-se ao palmeirense Keirrison na liderança da tabela de artilheiros da competição.

Guaratinguetá assusta
Satisfeito com a atuação da equipe no clássico contra o Palmeiras, realizado no último sábado, o técnico Muricy Ramalho repetiu a escalação e o esquema tático com dois zagueiros. Do outro lado, Márcio Araújo, do Guaratinguetá, priorizou totalmente o sistema defensivo, com três zagueiros e seis homens no meio-campo.

Mas, no começo da partida, quem deu as cartas foi o time do Interior. Diante de um Tricolor sonolento e errando passes, Nenê só não fez 1 a 0 para o Guaratinguetá porque Rogério Ceni, aos 6min, fez uma grande defesa. Na cobrança de escanteio, Saletti, de cabeça, também assustou.

Aos poucos, o São Paulo foi acordando em campo. Aos 16min, ocorreu o primeiro ataque perigoso. Jorge Wagner desceu pela esquerda e cruzou na medida para Dagoberto, que cabeceou à esquerda de Fernando, com muito perigo.

Essa foi a única jogada perigosa do Tricolor pelas laterais. Isso porque o Guaratinguetá, inteligentemente, bloqueou os avanços de Zé Luis, pela direita, e Junior Cesar, pela esquerda. A alternativa foi chegar pelo meio, fazendo a tradicional jogada de pivô com Washington parado dentro da área.

E, dessa maneira, o time criou nada menos que quatro oportunidades. Mas foi muito incompetente nas finalizações. Aos 23min, Jean tabelou com Washington, recebeu de volta e bateu à esquerda do gol adversário. Três minutos depois, o camisa 9 deu de bandeja para Dagoberto, que, cara a cara com Fernando, bateu em cima do goleiro do Guaratinguetá. Aos 30min, uma repetição do lance anterior. Dagoberto invadiu livre e novamente parou no goleiro adversário. Aos 39min, de novo o camisa 25. Ele avançou sozinho e mandou por cima do gol de Fernando.

De tanto perder gols, Dagoberto finalmente acertou a pontaria e abriu o marcador para o Tricolor. Aos 42min, após falha da defesa do Guaratinguetá, ele invadiu livre e bateu na saída do goleiro.

Quando o jogo já caminhava para o final do primeiro tempo, o time do Interior encontrou o empate. Nenê avançou pela esquerda e cruzou para a área. Washington, com a mão direita, fez pênalti. Na cobrança, o próprio Nenê deixou tudo igual no marcador.

Etapa complementar

Os dois times voltaram sem alterações para o segundo tempo. E o São Paulo, querendo resolver sua classificação, tomou a iniciativa e foi para o ataque. E, aos nove minutos, Washington fez a alegria da torcida presente ao Morumbi. Ele aproveitou cobrança de falta de Hernanes e, de cabeça, tocou no canto direito alto de Fernando. Foi o 12º gol do são-paulino, que alcançou o palmeirense Keirrison na ponta da tabela de artilheiros.

Com a vantagem, o São Paulo passou a jogar como mais gosta, nos contra-ataques. E sempre utilizando a velocidade de Júnior César, que cresceu muito de produção. Aos 30min, o técnico Muricy Ramalho fez sua primeira alteração, com Hugo na vaga de Dagoberto. Dois minutos depois, Rodrigo marcou o terceiro gol são-paulino, que foi bem anulado pela arbitragem, já que o camisa 4 estava impedido.

Aos 39min, Muricy fez a segunda alteração. Junior Cesar, machucado, cedeu lugar a Renato Silva. Com isso, o time saiu do 4-4-2 para o 3-5-2. O Guaratinguetá, por sua vez, seguiu forçando o ataque. A defesa tricolor levou sufoco no final. Rogério Ceni fez bela defesa em chute de Nenê, pela esquerda, aos 43min. E, no último lance da partida, Jamur, de cabeça, acertou o travessão de Rogério Ceni.

Ficha técnica:

SÃO PAULO 2 x 1 GUARATINGUETÁ
Rogério Ceni; Zé Luis, André Dias (Riuc, Rodrigo e Junior Cesar (Renato Silva); Jean, Arouca, Hernanes e Jorge Wagner; Dagoberto (Hugo) e Washington. Fernando; Edson Rocha, Nino e Renato (Jackson); Ivo (Douglas), Alê, Magal, Nenê, Gil e Saletti (Jamur); Wellington Amorim.
Técnico: Muricy Ramalho. Técnico: Márcio Araújo.
Gols: Dagoberto, aos 42min e Nenê, aos 46min do primeiro tempo. Washington, aos 9min do segundo tempo.
Cartões amarelos: André Dias, Rodrigo, Jorge Wagner, Hernanes e Washington (São Paulo). Renato (Guaratinguetá).
Estádio: Morumbi. Data: 02/04/2009. Árbitro: Cleber Wellington Abade (SP). Auxiliares: Carlos Augusto Nogueira Júnior (SP) e Nilson de Souza Monção (SP). Renda e Público: R$ 202.380,00 / 12.995 pagantes
Anúncios

abril 3, 2009 - Posted by | Uncategorized | , ,

Nenhum comentário ainda.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: